tabagismo.info Wednesday, 25 April 2018
VII curso TPC arrow Última hora arrow III curso TPC: Tabagismo, sua Prevenção e Cessação
III curso TPC: Tabagismo, sua Prevenção e Cessação PDF Print E-mail

 

 

&&&&  Ficha de Inscrição   &&&&   folheto informativo   &&&&   cartaz do curso 

Abertas inscrições para o módulo de formação em tabagismo & modelos terapêuticos

até 7 de Março 2008

Módulo avançado de formação: modelos de intervenção nos cuidados de saúde primários, modelos terapêuticos em cessação tabágica, normas e critérios de garantia de qualidade, base de evidência em cessação tabágica

Sessão 11 Março*

hábitos tabágicos, mudança cultural e integração de novos valores, conceitos chave e exemplo de boas práticas
a educação e a aprendizagem para a saúde
Workshop: o processo de desintoxicação (3)
 

Sessão 25 Março*

aconselhamento clínico e consultas de cessação tabágica nos cuidados de saúde primários:
da farmacoterapia às outras terapias.
Workshop: o processo de desintoxicação (4)
vivendo sem tabaco (1) reforço da autonomia – factores psicológicos da cessação tabágica e reforço da auto-confiança
 

Sessão 15 (– 17) Abril*

saber-ser
saber-estar
 

tabagismo e tratamento: base de evidência
programas de intervenção e sua avaliação (estudo de caso)

da farmacoterapia às outras terapias.  
normas clínicas como critério de garantia de qualidade
Workshop: vivendo sem tabaco (2) da depressão ao equilíbrio©
 

Sessão 8 de Maio*

Estilos de vida e direitos fundamentais dos cidadãos
tabagismo e diagnóstico: padrões de dependência, avaliação da intervenção e aconselhamento
Workshop: vivendo sem tabaco (3) gestão do stresse
 


 

 A partir de 11 de Março de 2008, a Escola Nacional de Saúde Pública da Universidade Nova de Lisboa realiza o módulo avançado de formação na área da prevenção e cessação do tabagismo. Image

Portugal aprovou recentemente uma nova legislação que visa a protecção dos cidadãos da exposição involuntária ao fumo do tabaco e medidas de redução da procura relacionadas com a dependência e a cessação do seu consumo. A sua entrada em vigor a partir do dia 1 de Janeiro de 2008 lança desafios que importa vencer, pela importância que as implicações vertidas nos vários artigos desta legislação pressupõem. Neste contexto os profissionais de saúde e outros actores da sociedade, autarquias e empresas, organismos públicos ou privados, vivenciarão desafios importantes considerados fundamentais no papel que podem desenvolver no controlo do tabagismo. Com a criação de relações de proximidade que podem ser favoráveis a mudanças de comportamento por parte dos utilizadores do tabaco, a mobilização social revela-se o factor chave para o sucesso desta mudança. Por isso, fornecer aconselhamento e orientação respondendo a indagações relativamente às consequências do uso do tabaco, em muito podem beneficiar o cidadão.


Assiste-se neste contexto a um incremento do interesse e dedicação de vários profissionais pela prevenção e luta contra o tabagismo. Surgem métodos novos, abrem-se espaços nos serviços públicos. No Plano Nacional de Saúde (orientações estratégicas) é salientada a importância de intervenções estruturadas nos cuidados primários e restantes, de recursos didácticos e a formação contínua para profissionais que intervêm neste âmbito. A iniciativa privada organiza-se em unidades de tratamento e intervenção.


Se por um lado proliferam hipóteses e teorias, escasseia o tempo para ponderar, consistentemente e no quadro da evidência científica, qual ou quais serão os melhores caminhos na resposta aos imperativos que o tabagismo provoca. É neste contexto que a ENSP/UNL pretende levar a efeito
o terceiro curso, que focalize o Tabagismo, sua Prevenção e Cessação, pretendendo ser um espaço de formação, de informação e de criação de consensos que proporcione uma plataforma de apoio ao desempenho das actividades dos diferentes actores garantindo rigor científico.

 


 Preencha a nossa sondagem sobre actividades de controlo do tabagismo


Outras informações de última hora siga esta hiperligação 


 

*Sujeito a confirmação e alteração em função do grupo de participantes e conferencistas convidados atendendo aos objectivos identificados (horários 9.30 - 17.30h)

 
< Prev   Next >